TV CÂMARA

Contador de Visitas

Visitas

segunda-feira, 28 de março de 2016

Chineses visitam plantio em Icapuí

Visita técnica ontem às fazendas produtoras de melão em Icapuí
A produção de melão e de melancia no Ceará pode dobrar, caso seja feito negócio entre produtores locais e a China. O governo do país asiático está interessado em importar melão e melancia produzidos no Ceará e no Rio Grande do Norte. O Estado, agora, depende do aval chinês sobre as condições sanitárias das fazendas que produzem as frutas.

Ontem, foi feita inspeção do processo de fruticultura cearense, realizada por uma comissão da Administração Geral de Supervisão de Qualidade, Inspeção e Quarentena de Animais e Plantas da República Popular da China (equivalente ao Ministério da Agricultura brasileiro). Caso o resultado seja positivo, as barreiras fitossanitárias que hoje existem serão quebradas, e a China vai importar o melão e a melancia made in Ceará.

Diretor da empresa Itaueira, Tom Prado, contextualiza e diz que a China é um país com grande consumo de melão e melancia. E, portanto, tem demanda forte para importação. “Os chineses consomem essas frutas muito mais que os brasileiros. São quase 50 kg per capita por ano”, frisa. Enquanto isso, o Brasil tem o consumo de 57 kg per capita quando soma todas as frutas.

O Ceará é visado pelos asiáticos por oferecer excelentes condições climáticas e de terreno para a produção em grande escala de melão e melancia. “É o local onde tem a maior produção de melão e de melancia do Brasil. Ceará e Rio Grande do Norte são os maiores produtores dessas frutas”, resume Tom.

As negociações continuam.
Fonte: O POVO

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More