TV CÂMARA

Contador de Visitas

Visitas

sábado, 9 de agosto de 2014

Para Cid Gomes, Tasso se comporta com 'ódio e rancor'

Apesar do novo ataque, o governador mantém o rótulo de "maior cearense vivo da história do Ceará" para o tucano. O primeiro governo Tasso, diz Cid, foi "revolucionário", mas o "cansaço" o levou a se "sujeitar a muita coisa"

Governador deu as declarações durante reunião com secretariado
Após dias de bate e rebate sobre ações de Governo entre o governador Cid Gomes (Pros) e o ex-governador Tasso Jereissati (PSDB), o atual gestor reafirmou, ontem, que o tucano é o “maior político vivo da história do Ceará”. Entretanto, avaliou que Tasso teve “um primeiro governo revolucionário”, mas que “acabou cansando e se sujeitou a muita coisa”. Disse também que, após ir para o Senado, o ex-aliado passou “a se comportar com ódio e rancor”. 
 
Durante a semana, Tasso e Cid mediram forças nas redes sociais, em clima de campanha eleitoral, com críticas sobre ações nas áreas de segurança, de recursos hídricos e de emprego. Após três mandatos como governador do Ceará e um como senador, Tasso é novamente candidato ao Senado, em chapa de oposição a Cid - antes aliado político - , encabeçada pelo senador Eunício Oliveira (PMDB).
 
Governo ‘revolucionário’
“Fui aliado do Tasso, não tenho nenhuma vergonha de dizer isso”, disse Cid, ressaltando que o primeiro governo do tucano foi “revolucionário para o Estado, depois ele acabou cansando e se sujeitou a muita coisa”. Cid criticou ainda que, após ir para o Senado, Tasso passou a “achar que o Brasil é outro”. “Aquilo é um lugar terrível. Se a pessoa não tiver muito cuidado, ela deixa de ter qualquer aspiração de espírito público e passa a se comportar só com o fígado, só com ódio, só com rancor”, afirmou. 

Diante das críticas de Tasso de que a segurança “está desmantelada” e que o Ceará “estaria sem água não fosse a construção do açude Castanhão”, Cid disse ser “oportunismo de Tasso” e “ânsia de fazer críticas a Dilma (Rousseff, presidente da República)”, candidata à reeleição e apoiada pelo atual governador.

Cid frisou ainda que responde a Tasso porque o respeita, mas esperava dele “certo recato” como ex-governador. “Não estou falando como político, nem estou fazendo críticas a candidatura de ninguém, apenas um ex-governador fez críticas a um atual, improcedentes, injustas, ranzinzas, cheias de ódio e de ranço”, completou Cid.

Ontem, Cid Gomes reuniu o secretariado no Monitoramento das Ações e Projetos Prioritários (MAPP), na Residência Oficial.

O candidato Tasso participou de eventos de campanha em cidades do Interior. No Facebook, o ex-senador divulgou registros da imprensa sobre a inauguração do Castanhão no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).
 
Até o fechamento desta página, O POVO não tinha obtido resposta de Tasso sobre as novas declarações de Cid.

Saiba mais

1. Maior político
O governador se referiu a levantamento feito pelo jornalista Lúcio Brasileiro sobre quantidade de mandatos de políticos cearenses para afirmar que Tasso Jereissati “é o maior político vivo da história do Ceará”.

2. Campanha
Cid disse “andar num fio de navalha” se comportando na maior parte do tempo como governador e, no tempo de folga, como militante. Mesmo assim, não fez comentários sobre a campanha do candidato Camilo Santana (PT).

3. Ciro Gomes
O atual secretário da Saúde, Ciro Gomes (Pros), irmão de Cid e também ex-aliado de Tasso, não compareceu ao MAPP e não se envolveu na discussão entre Cid e Tasso, apesar do histórico de bate 
bocas no Facebook. 

4. Histórias
O governador contou que, quando prefeito de Sobral, veio a Fortaleza conversar com o secretário de Segurança de Tasso. Na ocasião, o secretário “falou mal do governo que fiquei impressionado”, disse Cid.

Multimídia
Assista e comente o vídeo da entrevista com o governador Cid Gomes.http://bit.ly/1yf2j0i
Fonte: O POVO

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More